banner7

Menos de um ano atrás, Ed Sheeran fez sua primeira visita ao Ryman Auditorium para abrir para os rockeiros do Snow Patrol. Desde então, o cantor e compositor britânico de 21 anos, aparentemente, fez de tudo.

Em seu país de origem, ele tocou para a rainha Elizabeth em seu Jubileu de Diamante e na cerimônia de encerramento dos Jogos Olímpicos. Terça-feira, ele retorna a Nashville para seu própio show com ingressos esgotados no Ryman, e ainda este ano, ele estará de volta na cidade para tocar três noites consecutivas na Arena Bridgestone – como o ato de abertura na turnê de Taylor Swift, “Red” .

Uma coisa que ele não teve tempo de fazer, no entanto, é deixar tudo isso se afundar.

“Eu realmente não tive a oportunidade ainda”, diz ele. “Toda semana, outra coisa mental acontece, e continua ficando maior e maior”.

“Mental”, se estiver confuso, é um termo que os britânicos usam no lugar de “louco”. Mas isso lago cultural está diminuindo. Sheeran faz parte de nova invasão pop britânica, liderada por nomes como Adele, Mumford & Sons e a boy band One Direction, cujo mais recente hit, “Little Things”, foi co-escrito por Sheeran.

Sheeran também co-escreveu – e apareceu – “Everything Has Changed”, faixa de “Red”. Ele diz que sua colaboração com a Swift “foi realmente aleatória” e saíram do normal. “Changed” foi uma das várias canções que a dupla escreveu em conjunto, e a faixa foi cortada ao longo de um par de horas em Los Angeles.

Claro, ele tem salvo alguns hits para si, também. O sucesso mundial “The A Team”, recentemente alcançou a posição #16 na Billboard Hot 100 – bem mais de um ano depois que foi lançado no Reino Unido. Sheeran tem planos para um novo álbum para sair em 2014, e ele vai escrever e gravar enquanto ele está em turnê este ano.

“Ainda há, para mim, tanto para alcançar na América”, diz ele. “Estou ansioso para ver o que acontece para fora.”

Fonte: The Tennessean

Tradução e Adaptação: Tiago Durães



comentários

Webstatus

Projetos

Agenda

Twitter

Facebook

Apoio

Afiliados