banner

A história de Ed Sheeran parece um antigo conto de fadas. Para o espectador casual, o “viajante” de 21 anos que saiu da escuridão de seu quarto vendeu em uma semana, 100,000 cópias de seu primeiro disco, ‘Plus’, tornando-se uma sensação no mundo todo.

Na verdade, Sheeran começou a planejar seriamente sua carreira quando tinha apenas 16 anos.

Ganhou seu primeiro violão com 10 ou 11 anos e com 16 já havia lançado seu primeiro EP, ‘Orange room’. Seguiu com mais quatro EP’s e dois álbums independentes (‘Ed Sheeran’ em 2006 e ‘Want Some?’ em 2007) e, em 2008, se mudou para Londres para se focar nas apresentações ao vivo. Ele fez 312 shows apenas em 2009. Essa é a história.

Em 2013 você poderá ver Ed ganhar seu primeiro Grammy (‘The A Team’ foi indicada como Melhor Música). Atualmente, Sheeran está em uma longa turnê por todos os Estados americanos.

No entanto, ele não se esqueceu de suas raízes e, quando o Youth Music Theatre (YMT) o convidou para se tornar um embaixador, não hesitou por um momento sequer.

A organização foi fundada em 2003 e oferece treinamento e desenvolvimento para mais de mil adolescentes entre 11 e 21 anos. Tem como objetivo proporcionar uma ponte entre a escola tradicional e o ensino de música e teatro profissional, formando jovens talentosos.

Você esteve envolvido com a YMT quando era mais novo?
Sim, eu fiz por um verão quando eu tinha 16 anos.

O que te atraiu na instituição?
Eu não tinha certeza sobre o que eu queria fazer. Fiz várias peças na escola, atuando mais do que cantando. Parecia uma oportunidade de escolher qual carreira eu deveria levar mais a sério.

E quando você decidiu?
Depois que eu fiz uma peça, na verdade. Eu estava na produção de Frankenstein, e depois, eu apenas pensei que era hora de levar a música mais a sério.

O que você achou do convite para ser padrinho?
Me perguntaram dois meses atrás, eu nem pensei duas vezes antes de responder com um grande sim. Eu provavelmente não sei muito sobre teatro, mas é sempre importante para ajudar a inspirar as crianças mais novas, se puder. Quando estive lá dentro, vi que mais importante do que o desempenho real, eram as relações formadas com os outros. YMT traz para fora o talento escondido dentro das pessoas, traz confiança, geralmente as pessoas mais artisticas acabam não indo para a universidade. Uma das principais coisas de estar em uma faculdade, uma universidade, é conhecer pessoas novas e ganhar confiança em si mesmo; então a YMT faz o mesmo pelos novos artistas.

Qual é a melhor coisa sobre a YMT?
Eu diria que o mais importante lá é o teatro. Fiz grandes amigos quando entrei e ainda mantenho contato com eles. Aprendi muito, é realmente importante.

Que conselho você daria para alguém que vai à uma audição?
Não coloque pressão demais sobre si mesmo. Não é o fim do mundo se você não conseguir o papel. Além disso, você pode tentar novamente. E vamos ser honestos: ficar tenso acaba prejudicando sua audição.

Você está em turnê pelos Estados Unidos no momento. O que você planejou para o resto do ano?
Estamos em turnê até setembro, espero que tudo de certo até, lá, só vamos seguir o plano.

E você conseguiu o apoio de Rizzle Kicks por lá?
Sim, são ótimos. Eles vão sair em tour com a gente em algumas semanas. Eu adoro viajar com eles.

Você está tendo tempo para escrever seu segundo álbum?
Eu já tenho boa parte pronta. Escrevi 25 músicas para o próximo cd que será lançado no início de 2014 ou talvez mais tarde. Quero alguns meses de férias no final do ano. Essa tour é muito longa.

Fonte: Scout London
Tradução e adaptação: Renata Marcon



comentários

Webstatus

Projetos

Agenda

Twitter

Facebook

Apoio

Afiliados