06.01
postado por: Natália Martins
Ed Sheeran: organizado e incrívelmente trabalhador

Quando Ed Sheeran deixa seu cabelo solto após um dia duro de conquistar o mundo pop, ele gosta de tomar umas cervejas com amigos antigos em sua casa de Suffolk recém-restaurada.

Mas ai de qualquer amigo que colocar a garrafa sobre a mesa, pois o cantor e compositor de 23 anos irá com certeza colocar um porta copos rapidamente por baixo para evitar marcar a superfície.

“Eu adoro a limpeza, é coisa minha. Eu gosto muito de fazer a casa perfeita”, diz Sheeran, que afirma que ele é tão organizado que se aborrece se mais de cinco pessoas o visitam de uma só vez.

Só na Inglaterra, vendeu 1,7 milhões de cópias e, em todo o mundo, ele tocou 430 milhões de vezes no fornecedor música online Spotify.

Ele tem sido aclamado como a maior exportação cultural britânica desde Downton Abbey da ITV e, em alguns aspectos, ele é tão tranquilizadoramente aconchegante como a minissérie.

Eis um cara legal e comum cuja imagem desalinhada, maneira suavizada e habilidades domésticas de orgulho, não podiam estar mais longe dos clichês do showbusinessSuas músicas são simples, quase exclusivamente, combinando folk e rap. Ele enche estádios e ainda executa desacompanhado, com apenas seu violão.

Nós ainda não sabemos suas visões políticas – ele é muito discreto para impor. Mas, ao risco de arruinar a sua credibilidade, tem de ser dito que, em muitos aspectos: Sheeran é a perfeita estrela pop Thatcherista.

Com apoio de sua família inglesa de classe média, ele se ergueu através de talento e trabalho duro.

Você dificilmente poderia acusar Sheeran de um obcecado por imagem usual de estrelato. Ele é de aparência doce ao invés de bonito – ele possui cabelos ruivos e rebeldes, uma barba convincente e um guarda-roupa de estudante. No palco, sem seu violão, ele se parece com um fã que simplesmente pulou lá em cima.

Mas essa simplicidade, dizem especialistas da indústria da música, é o segredo de seu sucesso. Jovens fãs podem se relacionar com Sheeran de uma maneira que não podem a outras muito mais glamourosas estrelas.

Suas músicas tocam em temas do cotidiano, tais como o tormento de jovens amantes que têm de se separar quando eles vão para universidades diferentes. Não é surpreendente que ele escreve sobre a vida de classe média comum, uma vez que é exatamente de onde Sheeran vem.

Ele cresceu no mercado da cidade de Suffolk, Framlingham. Seu pai é um historiador de arte e sua mãe uma fabricante de jóias. Ambos amantes da música, o apresentaram artistas clássicos dos anos sessenta e setenta. O jovem Sheeran diz que foi inspirado a assumir o violão depois de ver Eric Clapton.

Sem foco na escola, ele tinha 14 anos quando ele lançou seu primeiro EP. Aos 17 anos, ele convenceu seus pais a deixá-lo sair da escola e ir para Londres para seguir sua paixão. Seu pai, John, o ajudou cortando entrevistas em jornais com cantores e compositores, destacando citações que ele pensou que iria ajudar seu filho a realizar seu sonho.

“Eu não tinha um plano B. Era isto,” Sheeran disse em uma entrevista pouco antes do Natal. “Meu pai disse: ‘se você realmente quer fazer isso, não tenha um plano de retorno. Porque você vai acabar fazendo se não houver nenhuma outra opção'”.

Ótimo conselho! Mas a vida certamente não foi fácil naqueles primeiros anos.

Em seu primeiro ano em Londres, em 2008, o aluguel estava coberto por uma bolsa de £400 por mês enquanto ele estava em um curso de música. Quando dinheiro acabou, ele teria sofás ou o chão de conhecidos, algumas noites foram passadas na porta do Palácio de Buckingham.

Ele tocava onde e sempre que podia, tocava no metrô de Londres e aceitava comida e cerveja como pagamento para shows em pubs. No ano seguinte, 2009, ele fez 312 shows. Por quê?

Porque ele descobriu que James Morrison, um compositor britânico semelhante que de repente ganhou fama há alguns anos, conseguiu após a realização de 200 shows por ano – e ele queria fazer metade disso de novo.

Mas em 2010, ele tinha entrado numa rotina. Ele decidiu voar para Los Angeles, apesar de ter apenas um contato o organizador de uma noite de leitura de poesia na cidade.

Uma performance inicial foi vista pelo ator e músico Jamie Foxx, que ganhou um Oscar por seu papel como o cantor Ray Charles no filme Ray.

A dupla iniciou uma amizade improvável, o ator deixou as gravações do rapaz de Suffolk em seu estúdio e o acolheu em sua casa em Hollywood. E, melhor ainda, Foxx apresentou canções de Sheeran no seu programa de música de rádio por satélite, The Foxxhole.

Isto foi notado por um empresário da Internet que colocou Sheeran em um canal de música online que era popular com os fãs do variante estilo hip hop conhecido como “grime”.

De repente, Sheeran não foi apenas atraindo fãs em ambos os lados do Atlântico, mas ele também estava conseguindo se popularizar com as audiências brancas e pretas.

Ele ainda não tinha um contrato de gravação, no entanto, e foi fazendo EPs novos às suas próprias custas.

Até o momento, em 2011, ele lançou o projeto de colaborações No 5 Collaborations Project, um conjunto de músicas gravadas com várias estrelas do ‘grime’, o sucesso da internet sobre Sheeran foi tão grande que foi para o n º 2 no iTunes chart, vendendo 7.000 cópias na primeira semana.

Sheeran explicou ao Financial Times que ele se recusou a assinar com uma gravadora nos primeiros anos, disposto a arriscar que ele poderia fazer isso inicialmente por conta própria e então, pela espera, buscar muito dinheiro.

A paciência dele funcionou muito bem como ele conseguiu aguentar até o principal single de seu álbum de estréia, uma balada ilusoriamente otimista chamada The A Team, sobre uma prostituta viciada em crack, que se tornou um hit em 2011. Entretanto, ele voltou para Londres, e quando mais de 1.000 fãs foram para o ver em um show gratuito em Camden, Sheeran anunciou quatro para se certificar de que todos queriam -lo.

Depois que finalmente assinou contrato com a Atlantic Records, Sheeran começou a se esforçar muito. James Blunt era o performer da gravadora que mais trabalhava no setor. Sheeran pegou a agenda de Blunt e disse à sua equipe que eles fariam o dobro que Blunt fez.

‘E isso é exatamente o que eu fiz,’ ele disse ao Financial Times ‘Porque ele era o cara que mais trabalhava, eu queria trabalhar tanto quanto ele.’ Duas vezes mais difícil de fato.

Como as vendas e prêmios empilhados, se juntou a Red Tour pela América do Norte em 2013, com a estrela americana Taylor Swift, que é também uma amiga próxima, assim como a ex-estrela de F.R.I.E.N.D.S, Courteney Cox cuja casa em Malibu foi hospedada por Sheeran no ano passado para escrever.

O Sheeran obcecado pela carreira não esconde sobre o desejo de fazer mais do que apenas lançar canções. “Eu coloquei todo o meu tempo e esforço em fazer da minha música bem sucedida”, diz ele.

Ele estava tão determinado a ter o álbum de Natal No. 1 que entrou nos escritórios da cadeia de música HMV e tocou para chefes de empresas para que pudessem dar o seu CD uma posição melhor em suas lojas.

É impressionante que ele tenha algum tempo para o romance. Apesar de ter sido com a namorada Athina Andrelos por cerca de um ano, a sua vida romântica costumava ser um pouco mais colorida.

Ele escreveu uma canção sobre uma mulher que o traiu. A ex em questão se acredita ter sido a cantora Ellie Goulding e o homem que ela o trocou parece ter sido a estrela da One Direction, Niall Horan.

Ele conheceu Athina quando ela era a empresária de turnê de uma moça que abria os shows dele. Ela agora trabalha para Jamie Oliver [chef], mas também, segundo Sheeran, tem o trabalho de ajudar na aparência de seu namorado no palco.

Ainda assim, por que ele é tão popular? Os críticos têm sido sempre ‘mornos’ sobre ele, citando músicas agradáveis e letras clichês. Mas o que importa quando os adolescentes do mundo inteiro consideram Sheeran como ‘um deles’? E mães e pais de meia-idade também são fãs.

Além do mais, eles estão impressionados com seu impulso incansável – e sua imagem aparentemente natural, combinando o docemente tímido e inocente com o empresário durão que se levantou por seu próprio esforço.

Fonte: Daily Mail
Tradução e Adaptação: Ed Sheeran Brasil

eDsHEERANBR.COM TODOS OS DIREITOS RESERVADOS DESIGN: Gustavo Franco CODIFICAÇÃO: DC DESIGN