Desde o lançamento de seu álbum de estréia + um ano atrás, Ed Sheeran tem visto seu extrato bancário subir cada vez mais.

O álbum vendeu mais de um milhão de cópias e mas mesmo depois de ganhar dois Brits e um Ivor Novello Award no começo do ano, o sempre muito educado violonista continua colecionando novas conquistas.

Ele escreveu músicas para One Direction e colaborou com as estrelas irlandesas do Snow Patrol em algumas faixas para seu próximo disco.

Um favorito dos príncipes William e Harry, Ed tocou no show do Jubileu de verão deste ano, além de performar “Wish You Were Here” da lendária banda Pink Floyd no encerramento das Olímpiadas de Londres para uma platéia de mais de 23 milhões de pessoas ao redor do mundo.

“Eu acho que essa foi a maior apresentação que já fiz”, admitiu.
“Eu estava nervoso, mas sei que foi uma oportunidade única e que eu nunca mais vou ter a chance de fazer isso de novo, então curti bastante.”

Mas para Sheeran, o melhor momento de sua carreira envolveu seu pai John e um membro da realeza do rock.

“O ponto alto da noite foi quando apresentei meu pai ao Paul McCartney nos bastidores do Jubileu de verão”, ele sorri.
“Meu pai é um grande fã dos Beatles. Paul veio até mim e disse que gostava da minha música, então eu pude apresentá-lo a meu pai, foi muito legal”

Na era dos ídolos que abusam do auto-tune, o jovem tímido chama a atenção com suas letras sinceras acompanhadas apenas de um violão.

“Eu quero ter uma carreira na qual eu possa evoluir”, disse o nascido em Halifax.
“Eu estou sozinho agora, mas talvez no futuro eu possa querer adicionar alguns músicos ao meu show.”
“De qualquer forma, eu comecei esse próximo disco por minha conta e eu vou acabar com tudo por minha conta.”
“O primeiro (disco) foi escrito quando eu tinha 18 anos, o próximo é mais sobre a mente de um garoto de 21 anos.”
“Mas eu não vou fazer a coisa típica do ‘segundo álbum moderno e com sons novos’. Eu gosto da música que faço, por isso vai ser semelhante ao primeiro disco.”

Como você lida com as mudanças que ocorreram na sua vida nesse último ano?

“A única coisa (ruim) sobre fazer sucesso é sempre estar longe”, ele disse.
“Eu sinto falta dos meus amigos e família, e Nandos, não existe Nandos nos Estados Unidos!
“Eu gostaria de dizer a vocês que nós saímos todas as noites para beber sambucas na barriga de strippers gostosas, mas minha equipe é composta basicamente por homens de meia idade casados e com filhos.”
“É bem calmo.”

Mesmo quando ele sai com Harry Styles e One Direction, aventuras mais selvagens são descartadas.

“Nós saímos para comer outro dia em Los Angeles”, Ed sorri.
“Eu conheci Harry quando ele estava hospedado na casa de um amigo durante o último verão.”
“Eu realmente não assisto The X Factor, então eu não o vi no programa, mas nos tornamos amigos assim que nos conhecemos.”

Apesar de se declarar solteiro, Ed não está pronto para se relacionar com fãs:

“Eu não sou desses que quer ser solteiro para sempre, mas gosto de fazer as coisas com calma, devagar”.

Fonte: Mirror.co.uk
Tradução e adaptação: Renata Marcon



comentários

Webstatus

Projetos

Agenda

Twitter

Facebook

Apoio

Afiliados