Ed Sheeran compareceu, novamente, ao programa The Ellen Show, exibido nesta segunda-feira de manhã (9) após a noite do Grammy, e contou com o jogo Lady Lovers, Ellen dançando Thinking Out Loud e performance ao vivo da música. Ed também anunciou a Multiply Tour pelos Estados Unidos, que começa em maio deste ano.

O jogo, Lady Lovers, foi gravado semanada passada e apresentado pelo Host do Grammy, LL Cool J, e o desafio era adivinhar os famosos enquanto Cool J dava as dicas.

CONFIRA A DIVERTIDA BRINCADEIRA ENTRE ELLEN E ED.

CONFIRA A PERFORMANCE AO VIVO DE THINKING OUT LOUD 

Ellen DeGeneres dançou Thinking Out Loud fantasiada de Brittany Cherry, imitando a apresentação no EMA.

Assista AQUI ao vídeo da performance da Ellen e a entrevista onde Ed anuncia a tour pelos EUA.

A Multiply Tour, que passa pelo Brasil no final de abril, tem seu início nos Estados Unidos no New Orleans Jazz Festival e logo segue pelo resto do país de 6 de maio até 3 de julho.

“Isso é empolgante. Eu amo voltar e fazer a turnê na América. A comida em todos os lugares. É ótimo.”

Logo, Ed explicou porque mencionou a comida.

“Como todos os meus amigos saíram para viajar depois da universidade, mas eu nunca fui para a universidade, eu não fiz parte da viagem. Então, este sou eu viajando. Eu começo a ver o mundo e minha maneira de ver o mundo é a comida. Eu amo comida.”

Os ingressos para a turnê nos EUA começam a ser vendidos no próximo dia 20, confira a lista completa aqui

Fonte: Ellentube

Por: Ed Sheeran Brasil



A noite do último domingo foi bastante agitada na cidade de Los Angeles durante a 57° entrega dos prêmios Grammy. O mundo todo também pode acompanhar a cerimônia através da televisão e internet, torcendo por seus artistas favoritos… Mas nem todos ficaram felizes.

APRESENTAÇÕES

AC/DC abriu a cerimônia com uma apresentação de tirar o fôlego, mostrando que mesmo após muitos anos, conseguem agitar todo mundo com sua “Highway to Hell”; seguido por Ariana Grande, surpreendendo à todos com uma bonita performance de sua nova música, “Just a Little Bit of Your Heart”, escrita por Harry Styles.

Logo depois, vieram Jessie J com Tom Jones; Miranda Lambert; Kanye West e Madonna; até que finalmente James Corden anunciou a próxima atração: Ed Sheeran acompanhado de ninguém mais ninguém menos que John Mayer.

Junto com eles, estavam presentes Herbie Hancock, Questlove e ELO (Jeff Lynne), que emendaram com o clássico “Mr. Blue Sky” (clique para assistir) arrancando gritos e aplausos de Paul McCartney, que não se conteve e assistiu toda a apresentação de pé, assim como Beyoncé durante TOL.

macca-grammys-elo

Confira todas as fotos de Ed Sheeran nos Grammy em nossa galeria

nullnullnull

nullnullnull

As apresentações seguiram noite adentro com Adam Levine & Gwen Stefani; Hozier & Annie Lennox; Katy Perry; Tonny Bennett & Lady Gaga; Usher; Eric Church; Brand Clark & Dwight Yoakam; Rihanna, Kanye West & Paul McCartney; Sam Smith & Mary J. Blige; Juanes; Sia; Beck & Chris Martin; Beyoncé e John Legend & Common.

ENTREGA DOS PRÊMIOS

Como era de se esperar, o favorito da noite, Sam Smith; levou nada mais nada menos que quatro gramofones para casa, um deles na categoria Best Pop Vocal Album (melhor álbum pop vocal), que Ed também concorria.

Sheeran já havia dito mais cedo nessa semana que não acreditava ser capaz de ganhar qualquer uma das categorias para qual foi indicado por motivos que ele preferiu não comentar e de certa forma, todos ficaram felizes por Sam, que também é britânico e amigo próximo do ruivo.

Best Song Written For Visual Media (melhor música escrita para mídia visual), onde Ed concorria com “I See Fire”, para O Hobbit, ficou com Let it Go/Frozen.

No entanto, a categoria mais esperada da noite – Album Of The Year (álbum do ano) – surpreendeu à todos, até mesmo aos que não são fãs do Ed mas que de certa forma acompanham sua carreira de perto; ele e Sam, junto com Beyoncé, eram as apostas da maioria; Sheeran especificamente, por ter sido o nome mais comentado na música em 2014, além de se manter no topo das paradas por meses e também ganhar inúmeros outros prêmios, entre eles o VMA e mais recentemente, os Brit Awards.

Prince subiu no palco aproximadamente às 1h30 da manhã, horário de Brasília, para anunciar o vencedor; entre os indicados, acompanhavam Ed, Sam e Beyoncé também Pharrell Williams, além de Beck Hansen, artista famoso durante o início dos anos 90 entre o público alternativo mas que aos poucos foi sendo esquecido, até que retornou à indústria no ano passado com seu álbum “Morning Phase” gravado entre 2012 e 2013. Todos os olhos estavam voltados para os três primeiros, em especial Sam Smith, mas para a surpresa de todos, foi Beck quem foi chamado.

Quase ninguém acreditou, e assim como antes, todos correram para o Twitter manifestar sua opinião; logo, a pergunta “Who is Beck?” havia se tornado um dos assuntos mais comentados no mundo todo.

Apesar de toda a situação, houve um momento de humor, quando Kanye West subiu correndo no palco da mesma forma que havia feito em 2009 durante os VMA, onde roubou o microfone de Taylor Swift durante o discurso da cantora, na época, country. Não se sabia se havia sido apenas uma brincadeira ou uma tentativa real de repetir a cena de alguns anos atrás; mas mais tarde, quando entrevistado, Kanye abriu o jogo e contou que estava sim muito revoltado com a situação:

“Ele (Beck) tem que parar de brincar com a nossa cara. Tem que respeitar a indústria, temos grandes artistas aqui todos os anos. Ele tem que parar de brincar, voltar aqui e entregar o prêmio dele para a Beyoncé.”

Entre os Sheerios, os comentários sempre vem acompanhados de muita tristeza e raiva. Alguns ainda se mantém positivos, afirmando que Ed ainda é novo e que ano que vem tem mais, mas a questão é que essa é a terceira indicação de Sheeran para os Grammy Awards e pela terceira vez ele voltou para casa sem nenhum prêmio, o que sem dúvida alguma revolta todo o fandom e pessoas que admiram o talento do garoto de 23 anos que começou a carreira cantando em ruas da Inglaterra e Irlanda por algumas moedas em troca.

Mensagens como “Ed Sheeran não precisa de um Grammy, Ed Sheeran é o Grammy” e “Ed Sheeran não perdeu um Grammy, o Grammy perdeu Ed Sheeran” foram compartilhadas por fãs de todos os cantos e outros famosos também tomaram partido, agradecendo ao ruivo pelo seu talento. Um dele:s foi Scooter Brown, produtor de Justin Bieber, que twittou:

“Obrigado pelo álbum que você fez. Obrigado por sua música. Eu acho que muitas pessoas ao redor do mundo estão tão agradecidas quanto eu. Obrigado.”

Após a cerimônia, Ed publicou em seu Instagram uma captura de tela da iTunes Store onde é possível ver que sua música Thinking Out Loud continua em primeiro lugar, com a legenda “Tá tudo bem” mostrando que soube lidar com a situação com bom humor, mas sem deixar de alfinetar a indústria de forma sutil.

A gente sabe que não é o fim do mundo e que troféus não são garantia de sucesso, mas é chato ver Sheeran sendo indicado por tantos anos sem levar nada. O que importa é saber que ele jamais irá desistir da música que tanto ama por culpa dessa indústria que ele próprio já criticou tanto por muitas vezes ser injusta com alguns artistas.
Mas e vocês? Se surpreenderam com o resultado? Estavam torcendo para quais outros artistas além do Ed? O que acharam das apresentações da noite? Contem pra gente!

Por: Ed Sheeran Brasil



Ed Sheeran esteve nesta sexta (06) no terceiro ‘The Late Late Show’ apresentado por John Mayer.

Em entrevista, Ed e John falaram sobre tatuagens e então foi mostrado que nos bastidores, ambos fizeram tattoos que um desenhou para o outro (fotos na galeria). O novo bromance não para por aí, já que neste domingo (08) eles cantam juntos no Grammy.

O programa terminou com uma incrível performance de Don’t, com direito a um solo de guitarra por John Mayer.

Confira o programa e nossa galeria abaixo:

(*em breve legendado).

Fotos: Ed no ‘The Late Late Show’ com John Mayer (06.02)

nullnullnull

Por: Ed Sheeran Brasil




Webstatus

Projetos

Agenda

Twitter

Facebook

Apoio

Afiliados